Dia da mulher: a importância do Check-up feminino

O Check-up feminino favorece a prevenção de doenças

As doenças que mais afetam as mulheres como o câncer de mama, possuem mais chances de cura quando são diagnosticadas precocemente e isso só é possível com os exames preventivos.

check-up anual identifica doenças silenciosas em estágio inicial, além de detectar alterações no organismo antes que se tornem uma doença.

As mulheres apresentam algumas peculiaridades relacionadas a vários âmbitos da saúde, que vão desde hormonais|à psicológicas, o que exige a necessidade de realizar análises periódicas, que variam de acordo com a idade e estilo de vida da paciente, desde a primeira relação sexual até o período da pós-menopausa.

A seguir, entenda a importância dos cuidados com a saúde e de fazer exames regulares específicos ao público feminino.

Exames que as mulheres devem fazer regularmente

Em todas as idades

Alguns exames devem estar presentes na rotina da mulher, independente de sua idade. São eles:

  • Teste de glicemia;
  • Colesterol total e suas frações;
  • Triglicerídeos;
  • Creatina (avaliação da função renal);
  • TGO e TGP (avaliação da função hepática);
  • Hemograma (exame de sangue);
  • Exame de urina.

A partir da primeira menstruação até os 30 anos

Os cuidados com a saúde feminina devem começar cedo. É recomendado que todas as mulheres procurem um ginecologista assim que iniciar o ciclo menstrual. As visitas ao médico e exames preventivos devem começar cedo para garantir uma qualidade de vida e evitar problemas futuros.

Nesse período, também é recomendado que as meninas tomem a vacina contra o HPV, que é a principal causa do câncer de colo uterino. Além disso, tendo em vista que essa é uma fase de intensas transformações psicológicas e físicas, e a adolescente deve ser orientada quanto à contracepção, ao uso de preservativos e às transformações corporais.

A partir da primeira relação sexual é importante realizar o Papanicolaou e exame pélvico.

A partir dos 30 anos

Nessa fase, além de manter o check-up feminino regular, com os exames citados acima, a mulher deve iniciar os cuidados com o sistema reprodutivo.

Esse é o período em que o câncer de mama e de colo de útero são mais recorrentes. Dessa forma, alguns ginecologistas recomendam a primeira mamografia aos 35 anos, principalmente para mulheres com histórico familiar da doença. Também é recomendado às fumantes precoces um raio x do tórax anual a partir da mesma idade. 

Leia também: Trombose e anticoncepcional: entenda a relação de risco

A partir dos 40 anos

mamografia deve ser repetida anualmente para todas as mulheres após os 40 anos, além de todos os exames citados anteriormente.

Nesse período, é necessário dar uma atenção maior para a saúde óssea. A osteoporose é uma das doenças mais comuns nessa fase da vida da mulher. Para analisar o nível de perda óssea e o risco de osteoporose é indicado realizar um exame chamado densitometria óssea.

O exame deverá ser feito pela primeira vez entre 40 e 45 anos e repetido anualmente em mulheres que apresentarem algum grau de perda de massa óssea ou conforme recomendação médica.

Além dos exames normais, o clínico acrescenta:

  • Testes de perfil hormonal;
    • Raio X de tórax;
    • Consulta com proctologista;
    • Exame oftalmológico.

A partir dos 50 anos

Além dos exames descritos, os médicos recomendam uma atenção especial com o controle do peso.

As diabéticas devem realizar a contagem da glicemia, pelo menos duas vezes ao ano e o exame de fundo de olho, para identificar algum sintoma ocular. As mulheres que realizam terapia hormonal devem visitar o ginecologista a cada 6 meses.

A partir dos 60 anos

Os exames do check-up feminino são os mesmos, mas precisam ser ainda mais frequentes. Os cuidados com a osteoporose devem ser intensificados, com a realização periódica da densitometria óssea. Além disso, a ida ao cardiologista para prevenção da hipertensão arterial e doenças do coração deve ser uma regra. Os demais exames, como dosagem do colesterol, glicemia, cálcio e hemograma também não podem deixar de ser realizados.

Antes de engravidar

Na hora de planejar o bebê, os exames de rotina (colesterol, glicemia, entre outros) devem ser os primeiros a serem feitos. Além deles, o médico pode pedir uma histerossalpingografia – exame de raios-x realizado com contraste – e uma histeroscopia – exame endoscópico -, que servem para avaliar mais profundamente sistema reprodutivo.

Leia também:  Descubra as melhores posições para a grávida dormir

Pré-natal

Após a confirmação da gravidez é hora de realizar o pré-natal, que é de extrema importância para diminuir os riscos de doenças e até de morte da mãe e do bebê. Nesse período, é importante realizar os seguintes exames:

  • Hemograma: para avaliar presença de anemia;
  • Tipagem sanguínea;
  • Glicemia de jejum;
  • Avaliação da função da tireoide (TSH);
  • Ultrassom transvaginal ou pélvico;
  • Sorologias: sífilis, HIV, toxoplasmose, rubéola e hepatites B e C.

Não há dúvidas de que ter uma gravidez saudável e sem riscos depende de um acompanhamento adequado. São uma série de exames do check-up feminino, vacinas e procedimentos que não podem ser negligenciados.

Fonte: http://saobernardo.com/blog/importancia-do-check-up-feminino/

Próximo postRead more articles

Deixe uma resposta